SOBRE

Entre 2002 e 2007, a exo experimental org. dedicou-se à investigação e produção transdisciplinar no campo artístico, promovendo debates, palestras, exposições, projeção de filmes, publicações e residências para artistas e autores. O edifício Copan (Oscar Niemeyer, 1951-66), localizado no centro histórico de São Paulo, operou como dispositivo e catalisador de muitos dos projetos, ações e atividades, sendo base para um pequeno escritório e as residências artísticas. Fundada e dirigida por Ligia Nobre e Cécile Zoonens, a exo se configurou como uma das primeiras organizações de agenciamento cultural autônomo no Brasil, e formou um valioso arquivo composto das diversas colaborações de seus convidados e participantes. Este website – arquivo exo (2013) –reúne as investigações de práticas estéticas desenvolvidas, com suas metodologias e confrontos distintos, interlocuções de trabalhos e posturas, problematizando as formas de vida política que emergem das urgências do universo urbano contemporâneo.

O Brasil e São Paulo mudaram muito nos últimos dez anos, em consonância com tantas outras partes do mundo. As manifestações e protestos de 2013, somente vem a reforçar o momento de inflexão histórica que estamos vivendo, desestabilizando nossas referências e parâmetros para pensar e atuar na cidade, e as novas configurações sociais e territoriais. São diários os atravessamentos, enfrentamentos, mudanças de códigos e protocolos, que definem as vivências e os acessos à cidade. Inserindo-se nas múltiplas tramas desta metrópole heterogênea, com uma infraestrutura mínima e flexível, a exo criou um espaço de encontro e troca de conhecimentos e experiências entre o artista, o urbanista, o pesquisador e outros.

agradecemos a todos os artistas e autores, pessoas e instituições que participaram, colaboraram e contribuiram para o projeto exo e este website-arquivo em seus diferentes momentos: Kabila Aruanda, Felipe de Aruanda, Ana Maria Velloso Nobre e Tacito Pereira Nobre, Ricardo Goldenberg, Roberto Winter, Kazuo Nakano, Affonso Celso Prazeres de Oliveira e equipe do ed. Copan, André I. Leirner, Anne Sobotta, Arquitetos Cooperantes (sistema mobiliário), Bruno Favaretto, Daniela Silva, Eduardo Foresti (identidade e comunicação visual da exo e arquivo), Gabriel Borges, Fernando Savasini, Jean-Pierre Isnard (in memoriam), Luanda Casella, Luciana Meili, Mina Hugerth, Tatiana Ferraz, Jacques Peigne, Jorge Menna Barreto, Martine Birmbaum, Celeste Boucinhas, Dany Rappaport, Manoel Valdy Lopes Ferreira Junior, Nelson Parente, Rogério Pacheco Jordão, Rubens Mano, Luciana Itikawa, Mariana Fix, Suely Rolnik, Helmut Batista, Catherine David, Celso Favaretto, Jean-Claude Bernardet, Laymert Garcia dos Santos, Stella Senra, Peter Pál Pelbart, Nelson Plus, Fred Itioka.

arquivo exo

Organização: Ligia Nobre e Luiza Proença
Design: Eduardo Foresti
Programação: Bruno Favaretto